Vénus em Peixes

lacinho

Amada mia / Hector Othon

 Amada Delicadeza feminina graças aos Deuses que vc existe / Vc me faz tanto bem! te quero te desejo te amo  / Linda de minha vida / Deusa minha feita mulher agradecido por te manifestar na minha presença e muito mais, por ter merecimento de receber teus carinhos, amor e arte. / Pode se alimentar da minha força masculina que ela é infinita /É o Céu e a Terra em mim, feito hOMem quem te ama e satisfaz /Meu anelo é colaborar com tua felicidade criar condições de acolhimento a tua santidade/ Deusa feita mulher e a teu corpo que é para mim a paisagem mais linda desta Terra /Teu corpo e meu corpo são o templo a cama ( c ama = ce ama = se ama) onde o Deus e a Deusa se amam /O Deus vira corpo em mim /A Deusa vira corpo em vc as almas embriagadas do Divino sentem-se apaixonadas e iniciam a celebração da festa sem fim do encontro Homem – Mulher/ O tesão brota pelos poros o sexo incendeia os corações transbordam as mentes assobiam as peles palpitam e se tocam no encanto da dança do fazer amor com alegria e satisfação plena /Olho nos teus olhos e sinto o convite infinito que nos liga emociona a todo momento renova me faz poeta, cantor, dançarino estrela/ Você tem esse encanto eu o reconheço e humildemente adoro você/ Mulher amada Deusa encarnada neste Paraíso da Terra/ Mestra minha peço reine a delicadeza suma e o carinho para como golfinho nadar nas tuas águas As serpentes dançam em torno das nossas colunas embriagadas, mas lúcidas /Águias nascidas na coroa da cabeça no ninho dos nossos cabelos voam felizes ao Sol e à Lua céu e terra deuses e humanos amor e compaixão você e eu êxtase este é o fazer amor para o qual preparo meu ser este o encontro que anelo com você/ não te quero para mim já somos sei que só passando por você é que vou chegar em mim mais também que só chegando em mim que chegarei a você/ me entrego ao sem saber e escolho o caminho mais belo aquele sem palavras ao vento aquele que se inicia na contemplação vamos resistir aos impulsos da PAIxão/ e assim deixar nossas musculaturas fortes que nossos corpos se encontrem na delicia da dança impecável de quem conhece e domina seu corpo, mente e emoção/ Por isso a meditação para poder agir com mais amplitude e liberdade usando a máquina e a herança do passado a favor/ Sem ela o encontro será um desastre e o sofrimento nos abaterá /Evoluir amada da minha vida dar conta de carências, traumas, feridas reconciliar antes com o céu protetores, guardiães, mestres, Sol, Lua, planetas, signos e Estrelas reconciliar com a terra animais, plantas, insetos, microorganismos, minerais, substancias, elementos e seres todos /Ai o encontro é festa cidades giratórias flores arcoiris cachoeiras e todas as maravilhas do jardim dos caminhos que nos cruzam na bênção da vida no planeta Terra/ Lucidez para não entrar nas misturas irresponsáveis do estabelecido onde de tanta confusão esquece-se de olhar a verdade e escutar o coração/ Conter contemplar as tempestades do tesão infinito nos mistérios da dança centrada dominada totalmente entregue relação ambiente e Universo comando o belo guardiões do bem-estar, felicidade e prazer /Não existe maior alegria e satisfação que te ver feliz gozando(vir-se) em êxtase e sentindo-te segura e querida nos meus braços que te acariciam firmes como a brisa ou as cenas sonhadas de amor que arrepiam e acordam no suspiro /Olhos nos olhos tranqüilidade, satisfação, o maior tesão rolando e nós tranqüilos namorando tranqüilos gozando tranqüilos estando vivendo sendo nos amando corpo no corpo pele na pele cheiro de corpo de ervas cheiros alucinantes que tão generosamente a Natureza criou para todos/ Cuidar dos cenários arte nos espaços que o amor inclua tudo magia da vida/ Encontro oportunidade sagrada contato harmonia fim do deserto de solidão estreia do diálogo profundo entre duas peles /Respeito, cerimônia, beleza, arte, sensibilidade, agradecimento amor /É tão belo existir perde-se o fôlego Dançar falar fazer amor e a espiral gira sem fim na roda da vida e da morte umidade cheiros entra e sai e as palpitações das pausas e a respiração como vento e brisa e os corpos mar envolvente e beleza suma /Os desafios serão muitos durante milênios nossos antepassados criaram costumes e normas de relacionamento que hoje nos ajudam quando inconscientes mas quando acordados aprisionam /Com arte e carinho transmutar costumes e valores dos relacionamentos amorosos construir atitudes libertadoras que dêem passagem feliz as intensidades do encontro amoroso /É desafiador a cada passo a possibilidade de sermos comidos pelos ressentimentos, mágoas, traumas pelas projeções pela criança malcriada com seus mecanismos de controle na força máxima da histeria crença estúpida de que a máquina que nos habita com seus mecanismos paranóicos e funcionamento automático dará conta do recado intento iludido de querer obsessivamente dominar e escravizar o outro /o desejo caprichoso de querer transformar o outro no ideal /desista de querer me dominar eu tb desisto /não acreditemos nessa estratégia primitiva de quando o ser humano era rebanho e por demais inconsciente da sua natureza divina e da arte do amor /O único possível é a aceitação do outro o domínio é só sobre si /Desenvolvamos o tesão por ser donos de si, e reconciliemo-nos com o Céu e a Terra Sem o Divino e a Natureza estamos muito desprotegidos para nos encontrar /Meditemos amada auto-conhecimento e cuidados com muito carinho e acalanto/ Desenvolvamos as artes que correspondem as nossas potencialidades /Enquanto a paz não chegar em nossas vidas a disciplina deverá continuar /Vamos deixar o encontro acontecer nesta luz e proteção/ Enquanto esse grau não chegar vamos ser amigos, irmãos evoluindo crescendo/ Expandindo a consciência e aprofundando o auto-conhecimento dando andando amando/ Acredita mesmo fazer amor sem estar prontos arrebenta estraçalha aniquila /Não chegues desesperada ou carente porque não conseguirei te acolher ainda que queira ai sofreremos e nos machucaremos /Eu tb não te invadirei na sombra/ A peia se resolve na solidão na proteção da meditação no colo generoso do céu e da terra /Enquanto formos máquinas e frágeis vamos nos amar na telepatia no astral no silêncio da solidão/ Vamos curtir nossa troca na distância dos corpos ate estarmos prontos um para o outro /Esse é o maior desafio o momento exato para nos encontrar temos que minimamente desenvolver uma consistência interior que possa acolher a intensidade de troca do encontro mais quando é o Deus e a Deusa que cruzam nossos corpos enamorados /Não tenhas pressa temos toda a eternidade/ Essa é a lei da encarnação para o encontro feliz no amor /Assim falou Plutão e Saturno para mim/ Amada e companheira minha delicadeza suma cuidado envolvente. Onde quer que estejas meu amor como brisa fresca acariciará tua pele /Que delicia te amar sentindo-te aproximar a cada instante/ ai ai ai delicia de minha vida na arte do amor que une nossas almas aqui e agora no planeta Terra Agradecido por existir./ Agradecido por me amar mas sobretudo agradecido pela arte virtuosa com que me enlaças a tua vida.

2 Respostas to “Vénus em Peixes”

  1. coloque no google: astrothon Venus em Peixes pra acessar uma versao nova deste poema.

    Bem legal este blog. Gostei muito da seleção de textos, todos belos, sensíveis, ardorosos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: